Taxa de sinistralidade: o que é, como calcular e reduzir


Segundo pesquisas, a sinistralidade do plano de saúde responde pelo segundo maior custo das organizações, atrás apenas do custo da folha de pagamento.

Atualmente o plano de saúde é um dos benefícios mais valorizados pelos trabalhadores brasileiros e, sendo assim, as empresas mais competitivas do mercado não abrem mão desse benefício.

O auxílio do plano de saúde atua também na retenção e atração de talentos, fazendo com que a equipe tenha maior motivação e seja mais engajada.

Embora seja um benefício valioso, o plano de saúde pago pelas empresas têm levado as organizações a pagarem valores altos que, quase sempre, são difíceis de manter.

Propay Benefícios

O que é sinistralidade do plano de saúde?

A sinistralidade do plano de saúde nada mais é do que o resultado da utilização do plano de saúde, através de cirurgias, consultas e exames. Desta forma, o sinistro (valor do custo do beneficiário) é identificado cada vez que o segurado utiliza o plano de saúde.

Todas as consultas, exames e afins são calculados e depois representados por um percentual, os quais implicarão nos valores do plano.

Portanto, quando ocorre o uso desenfreado do plano de saúde, o sinistro acaba elevando seu valor, aumentando a sinistralidade do plano de saúde e impactando no reajuste do valor do plano de saúde empresarial.

Variáveis que impactam o plano de saúde

Existem algumas variáveis que colaboram para que a taxa de sinistralidade no plano de saúde aumente, e a primeira variável a ser citada é a chamada catástrofe.

Nesta se enquadram valores de custos altos originados por situações inesperadas, como por exemplo acidentes graves, quando o uso de UTI neonatal é preciso em casos de longa permanência.

Outra variável impactante no plano de saúde é a frequência na realização de consultas; o usuário do plano de saúde acaba usando o plano de saúde com maior constância, fator também responsável pelo valor do sinistro.

Por fim, o valor do prêmio (custo do plano) é outro fator que pode gerar desequilíbrio no plano de saúde. Este valor pode estar abaixo do preço necessário para cobrir o custo assistencial da rede contratada.

Tal situação é gerada quando as operadoras praticam dumping no mercado (visando crescimento rápido da carteira) oferecendo produtos parecidos com os da concorrência, só que mais barato. É necessário estar preparado.

terceirizacao-da-folha

Como calcular a taxa de sinistralidade?

A taxa de sinistralidade é medida de maneira percentual, somando todas as situações de sinistro de um período estabelecido (semestral, anual) e, posteriormente dividindo o valor obtido pelo prêmio pago, obtendo a taxa de sinistralidade.

Para ilustrar, o cálculo é feito da seguinte forma:

Sinistralidade (em porcentagem %) = sinistro dividido pelo valor do prêmio da assistência médica.

Todas as organizações que adotam o plano de saúde como benefício para seus colaboradores têm a função de fazer os balanços da taxa de sinistralidade em determinados períodos, a fim de descobrir o valor que a empresa está investindo e se este não está comprometendo a receita da corporação.

Propay SaaS

Como reduzir a sinistralidade do plano de saúde?

Segundo dados, o plano de saúde empresarial aumentou cerca de 149% nos últimos 7 anos e, dessa forma, separamos algumas dicas para reduzir a sinistralidade no plano de saúde.

Programas de prevenção e promoção a saúde são fatores importantíssimos para reduzir as taxas de sinistralidade no plano de saúde.

Acompanhar os beneficiários que possuem doenças como pressão alta ou diabetes pode fazer com que os possíveis custos futuros sejam diminuídos, entretanto, os líderes e os gestores devem estar 100% engajados neste propósito para o controle ser realmente efetivo.

A tecnologia é também uma grande aliada na hora de reduzir os custos quanto ao plano de saúde, visto que é possível a empresa desenvolver aplicativos que auxiliam a saúde dos seus profissionais ou, até mesmo os colaboradores usarem os próprios aplicativos padrões do celular, que medem número de passos, ritmos cardíacos, acompanhamento de ciclos com registros diários e afins.

Cuidar da saúde é um hábito muito importante e os líderes devem ser os principais pontos responsáveis por despertar este compromisso, tal como a prevenção e a mudança em todos.

Com isso o clima organizacional colherá bons frutos além de impactar na motivação dos colaboradores, ajudando na redução da sinistralidade.

Para ler outros conteúdos sobre o universo do RH, acesse o Blog Propay. Para dúvidas sobre nossas soluções, basta entrar no nosso site e pedir um contato comercial.

Propay Plus

Topics: Qualidade de Vida Benefícios Corporativos